Vegetação arbórea em vertentes com orientação norte e sul na Floresta Montana, Nova Friburgo-RJ

Erika Cortines, André Luiz Pereira, Pollyanna Rodrigues Oliveira dos Santos, Gilsonley Lopes Santos, Ricardo Valcarcel
2011 Floresta e Ambiente  
RESUMO Os diferentes atributos ambientais das vertentes norte e sul na Floresta Ombrófila Densa Montana da Serra do Mar podem explicar a variação da paisagem e a composição de espécies florestais dos seus ecossistemas. Foram amostradas 12 vertentes na zona do interflúvio de Nova Friburgo-RJ, sendo seis em cada face de exposição, utilizando o método fitossociológico Ponto por Quadrante. Os 480 indivíduos amostrados pertencem a 119 espécies, 75 gêneros e 40 famílias. A similaridade de espécies
more » ... dade de espécies entre os dois tipos de vertentes foi de 36%, em que 43 espécies foram comuns, 36 exclusivas da sul e 40 da norte. A espécie mais abundante foi Euterpe edulis L. , com 50 indivíduos na vertente sul e 29 na vertente norte. Conclui-se que a alta biodiversidade e a exposição das vertentes influenciam o padrão de similaridade/exclusividade das espécies. Palavras-chave: diversidade, similaridade, Mata Atlântica. ABSTRACT Different environmental attributes of north and south slopes of a Dense Ombrofilous Montana Forest in Serra do Mar can explain landscape variation and ecosystem forest species composition. Twelve slopes were assessed in the interfluve zone in Nova Friburgo, State of Rio de Janeiro, six on each slope exposition, using the point-centered quarter method on the north and south slopes. The 480 individuals evaluated belong to 119 species, 75 genera, and 40 families. The similarity between the slopes was 36%, where 43 species were common to both north and south slopes, 36 species were exclusive to south slopes, and 40 were exclusive to north slopes. The most abundant species was Euterpe edulis L. with 50 individuals on south slopes and 29 on north slopes. It was concluded that high biodiversity and slopes exposition have an influence on species similarity/exclusivity patterns.
doi:10.4322/floram.2011.062 fatcat:lq3d6gktabcg5pnsrpm7ub53h4