Perda de carga em tubos de PVC conduzindo água residuária do processamento de café

Jacinto de A. Carvalho, Reinaldo F. Aquino, Geraldo M. Pereira, Reginaldo C. Rodrigues, Thiago B. Campos
2009 Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental - Agriambi  
Visando determinar a perda de carga distribuída e avaliar a variação dos coeficientes de atrito das equações Universal e de Hazen-Williams em tubulações comerciais de PVC, conduzindo águas residuárias do processamento do café (descascamento e demucilagem), ensaios foram conduzidos no Laboratório de Hidráulica do Departamento de Engenharia da Universidade Federal de Lavras, em que os resultados apontaram aumento do fator de atrito "f" e, conseqüentemente, da perda de carga, de 5 a 35% para águas
more » ... 5 a 35% para águas residuárias da demucilagem e de 2 a 11% para água de descascamento, em relação à água pura, para tubulações de 75 e 25 mm, respectivamente. Ocorreu redução na perda de carga com a diluição das águas residuárias. O coeficiente "C", da equação de Hazen-Williams, variou de 125 (água de demucilagem e diâmetro 25 mm) a 148 (água residuária do descascamento e diâmetro 75 mm).
doi:10.1590/s1415-43662009000700001 fatcat:65zdhtuiwjfntcwcf5attu5bki