Os especialistas e o público

José Carlos Alexandre
2018 Estudos em Comunicação  
Resumo A crise financeira internacional, iniciada em 2007 nos EUA, não foi prevista pela larga maioria dos especialistas. O Brexit e a vitória de Donald Trump apanharam de surpresa muitos líderes de opinião. Este tipo de acontecimentos levanta questões importantes, como a efetiva capacidade de previsão dos especialistas. Alguns autores veem o espectro do populismo a pairar sobre o Ocidente. Em contraposição, o elitismo, uma espécie de populismo virado do avesso, parece ganhar um novo fôlego.
more » ... um novo fôlego. Seja como for, vivemos numa época em que não abunda a fé na humanidade. Assistimos a um regresso em força do discurso sobre as massas ignorantes, irresponsáveis e irracionais, agora à solta pelas redes sociais. Partindo de um conjunto de autores que analisaram a relação entre os especialistas e o público, pretendemos responder às seguintes questões: (1) Numa sociedade democrática, até que ponto os especialistas podem contribuir para uma melhoria, por um lado, dos métodos e condições da discussão pública e, por outro, dos processos de deliberação e decisão política? (2) em que condições e circunstâncias as previsões dos especialistas podem ser mais fiáveis do que as emoções e intuições do público? Abstract The international financial crisis, originated in the United States in 2007, was not anticipated by most scholars and policymakers. The Brexit and the victory of Donald Trump in the US elections also surprised the majority of opinion makers. These events raise important issues, namely the actual forecasting capacity of experts. According to some authors, the spectre of populism is haunting the Western world. On the other hand, elitism, a kind of populism turned upside down, seems to gain a new life. Somehow, faith in humankind is scarce these days. There is a new coming of the views of the masses' ignorance, irresponsibility and irrationality. Furthermore, today the masses have a wide-ranging participation in public discussion through social media, without mediation. In this article, standing on the views of several authors on the relation between experts and the public, we explore the following questions: (1) In a democratic society, what is the contribution of experts to improve the methods and the setting of public discussion and, on the other hand, to the political decision-making processes? (2) in which conditions can experts' forecasts be more accurate than the public emotions and intuitions? Data de submissão: 31/05/2017. Data de aprovação: 30/06/2017. A Revista Estudos em Comunicação é financiada por Fundos FEDER através do Programa Operacional Factores de Competitividade -COMPETE e por Fundos Nacionais através da FCT -Fundação para a Ciência e a Tecnologia no âmbito do projeto Comunicação, Filosofia e Humanidades (LabCom.IFP) UID/CCI/00661/2013. Estudos em Comunicação nº 26, vol. 2, 7-21 Maio de 2018
doi:10.20287/ec.n26.v2.a01 fatcat:it6xxyeflzhuhibchm7lfl6y4m