Prevalência e fatores associados ao ganho de peso gestacional excessivo em unidades de saúde do sudoeste da Bahia

Elma Izze da Silva Magalhães, Daniela Santana Maia, Carla Fabrícia Araújo Bonfim, Michele Pereira Netto, Joel Alves Lamounier, Daniela da Silva Rocha
2015 Revista Brasileira de Epidemiologia  
RESUMO: Objetivo: Determinar a prevalência do ganho de peso semanal excessivo em gestantes e verificar a associação com fatores demográficos, socioeconômicos, obstétricos, antropométricos e comportamentais. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal realizado com 328 gestantes assistidas em todas as unidades de saúde da zona urbana de Vitória da Conquista, Bahia. Os dados foram coletados no período de maio de 2010 a junho de 2011. O ganho de peso semanal foi avaliado de acordo com as
more » ... cordo com as recomendações atuais do Institute of Medicine (IOM). A associação entre os fatores em estudo e o ganho de peso semanal excessivo foi verificada nas gestantes, no segundo e terceiro trimestres, por meio da análise de regressão de Poisson com variância robusta. Resultados: A prevalência de ganho de peso semanal excessivo nas gestantes do segundo e terceiro trimestres foi de 42,5%. Os fatores determinantes do ganho ponderal semanal excessivo foram: renda familiar < 1 salário mínimo (RP: 2,65; IC95% 1,18 - 4,83) e estado nutricional pré-gestacional sobrepeso/obesidade (RP: 1,33; IC95% 1,01 - 1,75). Conclusão: Os resultados do estudo reforçam a importância do monitoramento do ganho de peso durante a gestação. A avaliação do ganho de peso semanal possibilita a realização de intervenções precoces visando a prevenção do ganho de peso total excessivo e suas consequências para a mãe e para a criança.
doi:10.1590/1980-5497201500040014 pmid:26982300 fatcat:ijvdc4demva3xo2pitpbxcaw3a