Os percursos poéticos angolanos de Jorge Macedo, João-Maria Vilanova, Jofre Rocha e Ruy Duarte de Carvalho, na transição de colonial a pós-colonial

Silvia Brunetta
2009 Revista Diadorim  
A poesia angolana, a partir da metade dos anos 60, é manifestação de revolução formal, que representa um acto de resistência, sendo publicada no contexto colonial, enquanto o regime era prestes a ser derrubado pela luta de libertação e pelo 25 de Abril. Neste artigo, pretende-se abordar algumas obras escolhidas de Jorge Macedo, João-Maria Vilanova, Jofre Rocha e Ruy Duarte de Carvalho, com o objectivo de realçar a tendência da época. Antes da independência, a poesia publicada em Angola é
more » ... em Angola é expressão da condição de ghetto que os autores viviam nas cidades angolanas. Depois da independência, a produção poética é sobretudo celebração dos heróis e expressão do anticolonialismo. Apesar da heterogeneidade de vivências e da utilização dos recursos expressivos, os autores contribuem, explorando e desenvolvendo as inovações da poesia publicada na última década do regime colonial, para a consolidação do sistema literário angolano.
doi:10.35520/diadorim.2009.v5n1a7954 fatcat:kne74clpqza2bpm5v6lobmmjbq