Propriedades de argamassas de cimento produzidas com resíduo de isolador de porcelana

Gladis Camarini, Márcio da Silva Soares
2018 Matéria  
RESUMO O uso de materiais alternativos que minimizem o uso de recursos naturais bem como o impacto ambiental tem sido objeto de diferentes estudos. As argamassas consomem grande quantidade de areia, um recurso natural que os grandes centros urbanos estão com dificuldade de encontrar. A areia de resíduo de isolador de porcelana pode ser uma alternativa, pois a quantidade de resíduo gerada é significativa. Assim, o objetivo deste trabalho é avaliar o desempenho de pastas e argamassas nos estados
more » ... massas nos estados fresco e endurecido quando se utiliza o resíduo substituindo o cimento e também a areia natural. Os materiais empregados foram cimento Portland CP II F 40, areia natural de rio e resíduo de isolador de porcelana em duas finuras: material passante na peneira de 2,4 mm e passante na peneira de 75 μm. O cimento foi substituído pelo pó (0%, 10%, 20%, e 30%) e a areia natural foi substituída pela areia de resíduo (0%, 25%, 50%, 100%). Nas pastas foram determinados os tempos de pega e, nas argamassas (relação água/aglomerante 0,8), a consistência, as resistências à compressão e à tração na flexão, e a permeabilidade ao ar nas idades de 7, 28 e 90 dias. Os resultados indicaram que o aumento da quantidade de resíduo aumentou os tempos de pega e houve perda de fluidez, embora as argamassas ainda fossem trabalháveis. A quantidade de areia de resíduo interferiu nas resistências mecânicas das argamassas, mas individualmente as argamassas apresentaram aumento de resistência com a idade. Em geral, os resultados da substituição do cimento e da areia pelo resíduo de isolador de porcelana indicaram bons resultados e a possibilidade de seu uso em argamassas.
doi:10.1590/s1517-707620170001.0302 fatcat:2jqflurzpra6zgjcczuytzfyp4