Os metapoemas da fase cega de Glauco Mattoso

Juliana Ciambra Rahe Bertin, Maria Adélia Menegazzo, Pauliane Amaral
2017 Revista Texto Poético  
<p>Refletindo sobre as singularidades da arte poética de Glauco Mattoso, esse trabalho analisa alguns metapoemas da chamada fase cega do escritor, em que a audição passa a ser ferramenta fundamental no processo de criação, assim como a predominância da forma poética do soneto, eleito por sua intrínseca sonoridade e facilidade mnemônica. Aliado ao trabalho sensitivo com o som e ritmo, o poeta estabelece um processo de definição/redefinição do soneto, no qual se assenta uma tensão entre o
more » ... são entre o espírito criador da persona literária e a tradição – especialmente a fescenina. Nessa revisão crítica, veremos como a abjeção surge não apenas como tema nos poemas do escritor, mas integra e sustenta o seu projeto estético, ou seja, define seu estatuto poético.</p><p> </p><p>---</p><p>http://dx.doi.org/10.25094/rtp.2017n22a279</p>
doi:10.25094/rtp.2017n22a279 fatcat:a2k6yvjdsbcm5iaqzjtsaeowdu