Tamanho relativo dos órgãos internos e do trato gastrintestinal de bovinos indubrasil e mestiços leiteiros em fase de engorda

Alfredo Acosta Backes, Mário Fonseca Paulino, Dorismar David Alves, Sebastião de Campos Valadares Filho
2010 Ciência Rural  
Utilizaram-se 12 bovinos machos castrados, com peso vivo médio de 276kg, sendo quatro indubrasil e oito mestiços leiteiros (quatro ½ sangue HolandêsxGir e quatro ½ sangue HolandêsxGuzerá). Foram pesados e distribuídos em dois tratamentos (indubrasil e mestiços leiteiros), em fase de engorda. Os animais foram avaliados até atingirem 480kg de peso vivo. O volumoso utilizado foi o feno de capim Tifton 85 (Cynodon dactylon). Por ocasião do abate foram coletadas amostras de rúmen, retículo, omaso,
more » ... omaso e intestinos, após o seu esvaziamento e limpeza, obtendo-se ainda os pesos e amostras de sangue, couro, pés, cabeça, fígado, rins, pulmões, língua, baço e gordura interna (mesentério e gorduras perirenal e pericardíaca). O peso do corpo vazio (PCVZ) foi obtido pela soma dos pesos da carcaça, sangue, couro, pés, rabo, vísceras e órgãos. Animais da raça indubrasil apresentam o conjunto cabeça-pés-couro mais pesado do que animais mestiços leiteiros. Animais mestiços leiteiros e indubrasil, em fase de engorda, não apresentam diferenças significativas quanto ao peso total de intestinos e órgãos. Animais mestiços leiteiros apresentam, em fase de engorda, maiores proporções de gordura interna do que animais indubrasil.
doi:10.1590/s0103-84782010005000071 fatcat:o37xccpoz5ebngzn3tm3g4yspm