Comparação do desempenho entre calouros e formandos no Provão de Psicologia 2000

J. Landeira-Fernandez, Ricardo Primi
2002 Psicologia: Reflexão e Crítica  
Resumo O Exame Nacional de Cursos (ENC) de Psicologia realizado por todos os formandos no ano do 2000 revelou uma alta correlação entre o conceito atribuído a cada curso e a sua respectiva taxa de vestibular candidato/vaga (r=0,69; p<0,001). Dessa forma, é possível que esse instrumento de avaliação de conhecimento específico de psicologia seja também sensível a diferenças impostas pelo vestibular. Para verificar essa possibilidade, 386 calouros de psicologia, distribuídos entre quatro cursos
more » ... re quatro cursos selecionados de acordo com o seu conceito no ENC 2000 (A, B, C e E), realizaram a parte de múltipla escolha do ENC de Psicologia 2000. Os resultados revelaram que calouros provenientes de diferentes cursos apresentaram desempenhos altamente diferenciados e proporcionais aos conceitos dos seus cursos. No entanto, o aumento do desempenho dos formandos em relação aos calouros foi diferenciado de acordo com o conceito curso. Cursos com conceitos A e B no ENC 2000 apresentaram um maior incremento em relação aos cursos com conceitos C e E. Uma análise de itens revelou diferentes graus de validade entre as 39 questões de múltipla escolha que compuseram o ENC 2000. Uma re-análise dos resultados, considerando-se apenas 20 itens que apresentaram boa validade, indicou uma ausência de diferença no desempenho entre os calouros provenientes dos diferentes cursos. Por outro lado, os formandos apresentaram um aumento nos seus desempenhos em relação aos calouros. Esse aumento no desempenho observado entre os formandos foi diferenciado e proporcional ao conceito atribuído ao curso. Finalmente, uma análise dos conteúdos específicos de cada um dos 39 itens do ENC 2000 revelou uma deficiência na formação acadêmica dos formandos na área básica da psicologia relacionada com processos psicológicos básicos, metodologia científica e medidas e técnicas de avaliação psicológica. Palavras-chave: Avaliação educacional; validade de constructo; formação em Psicologia. Comparison Between Freshmen and Senior Students Performance in the Psychology 2000 National Course Exam Abstract The Psychology National Course Exam accomplished by all of the last year students (seniors) in the year of the 2000 revealed a high correlation between the rank attributed to each course and its application/openings ratio (r = 0,69; p < 0,001). Therefore, it might be possible that the Psychology 2000 National Course Exam employed to rank all the Brazilian psychology courses is sensitive to general student differences imposed by the college entrance exam. To verify this possibility, 386 psychology first year students (freshmen) took the multiple-choice portion of the Psychology 2000 national exam. The freshmen were distributed among 4 courses selected according to its course rank (A, B, C and E). The results revealed that, in fact, coming freshmen students presented performance differences according to the course rank. Senior performance increment in relation to freshmen was differentiated among the four courses with different ranks. Senior students from courses ranked as A and B presented a larger increment in relation to senior students from courses ranked C and E. An item analysis revealed different validity degrees among the 39 multiple-choice questions. A re-analysis of the results, considering only 20 items that presented good validity, indicated an absence of performance difference among the coming freshmen distributed among the 4 courses. On the other hand, senior students from the different courses presented performance differences in accordance to the course rank. Finally, an analysis of the specific contents of each one of the 39 items of Psychology 2000 Course National Exam revealed a deficit in academic education among senior students in basic psychology subjects related to experimental psychology, scientific methodology and measurement and psychological evaluation. 2 Desejamos prestar nossos agradecimentos à valiosa contribuição do Prof. Cílio Ziviani pelo constante apoio a este trabalho e ao Prof. Bernardo Jablonski pela leitura crítica e sugestões. Agradecemos também ao INEP, em particular ao Prof. Orlando Pilati, pela disponibilização dos dados solicitados. Finalmente gostaríamos de manifestar nosso reconhecimento ao CNPq, FAPERJ (JLF) e FAPESP (RP), que, embora não tenham apoiado diretamente este estudo, vêm apoiando nossas atividades de pesquisa. 3 O processo editorial deste artigo foi acompanhado pela nova editora Cleonice Bosa.
doi:10.1590/s0102-79722002000100023 fatcat:gj26ietuwrhfhcp2e3iegyzsne