Análise da acessibilidade em uma clínica gerontogeriátrica em Recife - PE: ênfase nos ambientes de livre acesso aos usuários

Ana Katharina Leite, Ana Karina Pessoa da Silva
2009 Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano  
Resumo O aumento do número de idosos na população mundial e a procura crescente dessa população pelos serviços de saúde tornam necessária a adequação do ambiente construído para promover um atendimento de qualidade, com conforto e segurança, apoiado na legislação vigente no país. Desta forma, foi realizada uma análise dos ambientes de livre acesso de uma clínica gerontogeriátrica em Recife, considerando que, sobretudo, no espaço em questão os clientes devem circular livremente, dependendo o
more » ... mo possível de apoio, supervisão ou manejo dos profissionais de saúde. Para tanto, foi utilizada como parâmetro a NBR 9050/04, que trata da acessibilidade a edificações, mobiliários, equipamentos e espaços urbanos. Como resultado, obteve-se que mais de metade da clínica encontra-se acessível, no entanto não possui nenhum ambiente que atenda a todos os requisitos, em especial o hall de entrada e os sanitários, que apresentaram maior índice de inadequação. O cum-primento da acessibilidade se faz necessário para oferecer as condições mínimas de infraestrutura para um atendimento de qualidade, preconizando em seu próprio espaço garantias de segurança e adequação e, consequentemente, a possibilidade de autonomia e independência aos idosos. Palavras-chave: Acessibilidade. Envelhecimento. Ergonomia. Introdução O aumento da população de idosos é um fenômeno demográfico irrefutável e amplamente discutido na literatura especializada. Dados estatísticos mostram que nos próximos vinte anos o número de idosos no Brasil excederá trinta milhões, o que representará aproximadamente 13% da população. Atualmente, dentre as capitais brasileiras que apresentam maior proporção de idosos estão, respec-*
doi:10.5335/rbceh.2009.043 fatcat:k4dw2q7itnaupbnasr22pfet5a