Práticas de resistência camponesa no assentamento Primavera II em Mirandópolis (SP)
Resistance practices peasant in settlement Primavera II in Mirandópolis (SP)

Marco Aurélio da Silva Arlindo, Rosemeire Aparecida de Almeida
2017 Campo - Território  
O mote da territorialização camponesa está em sua reprodução social, por isso, a luta pela terra, assim como as práticas de resistência, são fundamentais para o homem permanecer na terra. A partir deste entendimento, buscamos no trabalho analisar, em específico, as práticas de resistência camponesa frente à monopolização do território pelo capital; estas desenvolvidas no processo de luta para permanecer na terra. Analisamos este processo em uma pequena fração do território, sendo o lócus da
more » ... uisa o Assentamento Primavera II, situado no município de Mirandópolis (SP). No desenvolvimento do trabalho, realizamos análises bibliográficas e trabalho de campo. Na visita ao assentamento, utilizamos como caminho metodológico as fontes orais, pois compreendemos os camponeses assentados como sujeitos de suas próprias histórias. Assim, a pesquisa aponta para a existência camponesa, em particular do assentado, como processo permanente de luta. Logo, a luta camponesa para permanecer na terra, tem garantido sua reprodução social em Mirandópolis-SP.
doi:10.14393/rct122713 fatcat:2x22iboezzeqvdz53y5d3v2vei