CIDADANIA, DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA: REFLEXÕES CONTEMPORÂNEAS EM UMA PRÁTICA DE EXTENSÃO

Thaís Janaina Wenczenovicz, Giovane Israel Ribeiro
2018 Revista Latino Americana de Estudos em Cultura e Sociedade  
O trabalho tem por objetivo relatar uma atividade realizada através de um Projeto de Extensão na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – na cidade de Erechim a qual oportuniza formação continuada aos servidores públicos da Secretaria Estadual de Segurança Pública do Rio Grande do Sul. A proposta corrobora com o processo de formação continuada dos agentes militares do 13º BPM situado na cidade de Erechim/RS, oferecendo por meio de palestras formação continuada com temas contemporâneos. O
more » ... ontemporâneos. O curso foi oferecido no turno da tarde com a participação de 30 militares, tendo como temas principais Cidadania, Direitos Humanos e Justiça. O trabalho da polícia abrange determinações legais impostas pela constituição e regimentos policiais, e, sobretudo, a civilidade que o profissional deve ter, no senso de responsabilidade frente à sociedade, a qual espera dos policiais a segurança pública e a proteção quando um conflito acontece. É necessário que se invista em ações policiais esperando dos agentes uma atuação pautada sempre no cumprimento da lei já que atuam para garanti-la. Espera-se muito do agir policial, pois o mesmo se vê confuso nos anseios da população, que em determinado momento deseja que o agente de segurança seja bem visto em suas ações, já em outras situações pede que a polícia seja uma instituição de vingança social, fazendo justiça com as próprias mãos como acontecia nos primórdios da humanidade. O policial não é inimigo da população, deve que ser visto como agente promotor de direitos humanos, sobretudo, de cidadania
doi:10.23899/relacult.v3i3.452 fatcat:275qakaaszgs7jxkehe2icmyka