Pesquisar a cidade a partir das insurgências

Thiago Canettieri, Universidade Federal de Minas Gerais, Marina Sanders Paolinelli, Rita de Cássia Lucena Velloso
2020 Revista Políticas Públicas & Cidades  
Resumo: Considerando as transformações na forma de participação e engajamento dos movimentos sociais urbanos na última década, nosso trabalho intenta contribuir para o entendimento das relações possíveis entre cidade, política e insurgências a partir da análise do caso concreto de Belo Horizonte. Para tanto, apresentamos um quadro analítico e historiográfico das relações entre movimentos sociais, Estado e produção social do espaço urbano no município desde os anos 1960 até a atualidade,
more » ... atualidade, apontando as transformações nas formas de ação, engajamento, demandas, estratégias e táticas das insurgências. Concluímos o artigo com questões que orientam uma agenda de pesquisa em curso para se pensar as insurgências urbanas na década recente, de modo a contribuir para a abertura de outros e novos campos de investigação. Palavras-chaves: Movimentos sociais. Políticas públicas. Direito à moradia. Cidadania. Práticas espaciais. 1 Submetido em: 16.12. 2019 | Aceito em: 30.06.2020 | Publicado em: 11.06.2020. 2 A. fundamentação teórico -conceitual e problematização; B. pesquisa de dados e análise; C. elaboração de figuras e tabelas; D. fotos; E. elaboração e redação do texto; F. seleção das referências bibliográficas. Researching the city through the insurgencies Abstract: Considering the changes in urban social movements' forms of participation and engagement in the last decade, this paper aims to contribute in the understanding of relations between city, politics and insurgencies by analyzing the case of Belo Horizonte. In order to archive this objective, we present an analytical and historiographical framework of the relations between social movements, state and urban social production in the municipality from the 1960s to the present, highlighting the transformations in the forms of action, engagement, demands, strategies and tactics of the insurgencies. We conclude with questions that guide an ongoing research agenda to think about urban insurgencies in the recent decade, in order to enlarge other and new fields of investigation.
doi:10.23900/2359-1552v9n3-4-2020 fatcat:72bkaykoezeytp2tpsnwgfyp7m