Um caso de leishmaniose cutâneo-mucosa tratado com sucesso com baixa dose de antimonial pentavalente

Valdir Sabbaga Amato, Luciana Silveira de Oliveira, Anita Campos Mendonça Silva, Flávia Ribeiro Machado, Juliane Gomes de Paula Amato, Antônio Carlos Nicodemo, Vicente Amato Neto
1998 Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical  
Os autores relatam um caso de leishmaniose cutâneo-mucosa em uma paciente de 89 anos, diabética e hipertensa, tratada inicialmente com alopurinol por 10 meses não havendo cicatrização das lesões. Posteriormente, recebeu antimoniato de N-metil glucamina (glucantime) por 4 dias, na dose total de 2.380mg do Sb v, mas desenvolveu cardiotoxicidade e hipocalemia, sendo suspenso o tratamento, entretanto, evoluiu com regressão clínica total das lesões, apesar de ter recebido pequena dose desta medicação.
doi:10.1590/s0037-86821998000200008 pmid:9608241 fatcat:r3ryapmm3vgnte44bpdcj23g3u