A Contextualização de temas filosóficos no documentário Tarja branca – a revolução que faltava:

Heraldo Aparecido Silva, Maristane Maria dos Anjos
2019 Trilhas Filosóficas  
Resumo: O presente artigo se fundamenta na abordagem pragmatista do filósofo norte-americano Richard Rorty sobre o uso da narrativa do gênero documentário. Pois trata da análise e apresentação de possibilidades de ensino contextualizado de temas de Filosofia a partir do documentário Tarja Branca - A Revolução Que Faltava. Deste modo, iniciamos com a ênfase no uso de documentários como ferramenta de sensibilização e, portanto, contextualização do ensino. Em seguida, elencamos argumentos e
more » ... argumentos e discussões acerca do modo de vida estandardizado da sociedade capitalista contemporânea à luz do documentário e dos respectivos temas de Filosofia: Sociedade Disciplinar, Sociedade de Controle, Liberdade versus Determinismo. Cada tema filosófico apresenta uma articulação com o documentário, textos e atividade sugeridas. Palavras-chave: Ensino de Filosofia. Pragmatismo. Documentário. Abstract: The present article is based on a pragmatic approach of the American philosopher Richard Rorty about the use of narrative of the documentary genre. For it, deals with the analysis and presentation of contextualized teaching possibilities of Philosophy themes from Tarja Branca documentary. In this way, we started by emphasizing the use of documentaries as an awareness tool and, therefore, a contextualization of teaching. Next, we list arguments and discussions about the standardized way of life of contemporary capitalist society at the light of the documentary and the respective Philosophy themes: Disciplinary Society, Control Society, Liberty versus Determinism. Each philosophical theme presents an articulation with the documentary, texts and suggested activity. Keywords: Philosophy Teaching. Pragmatism. Documentary. REFERÊNCIAS BOMENY, Helena. et al. Tempos Modernos, Tempos de Sociologia. São Paulo: Editora do Brasil, 2013. BRITTO, Sérgio. Epitáfio. 2001. Disponível em: https://www.letras.com.br/titas/epitafio. Acesso em: 7 jul. 2018. DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. São Paulo: Editora 34, Coleção TRANS, 1992. FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da Prisão. Rio de Janeiro: Vozes, 2014. GHIRALDELLI JR., Paulo. Richard Rorty: a Filosofia do Novo Mundo em Busca de Mundos Novos. Rio de Janeiro: Vozes, 1999. HUME, David. Tratado da Natureza Humana. Tradução de Débora Danowski. São Paulo: Editora UNESP, 2009. KANT, Imannuel. O que é o esclarecimento? In: KANT, Imannuel. Textos Seletos. Tradução de Floriano de Souza Fernandes. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2010. MEIRELES, Cecília. Escolha Seu Sonho. Rio de Janeiro: Editora Record, 2002. NIETZSCHE, Friedrich. A Gaia Ciência. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Editora Companhia de Bolso, 2012. RORTY, R. Philosophy and the mirror of nature. Oxford: Blackwell, 1979. RORTY, R. Objectivity, relativism, and truth: philosophical papers volume I. Cambridge: Cambridge University Press, 1991. RORTY, R. Philosophy and Social Hope. London: Penguin, 1999. RORTY, R. Contingência, Ironia e Solidariedade. São Paulo: Martins Fontes, 2007. ROUSSEAU, Jean Jacques. Emílio ou da Educação. 1. ed. Tradução de Laurent de Saes. São Paulo: Edipro, 2017. SARTRE, Jean Paul. O Existencialismo é um Humanismo. Tradução de Vergílio Ferreira. São Paulo: Abril Cultural, 1973. (Coleção Os Pensadores). TARJA BRANCA: A revolução que faltava. Direção: Cacau Rhoden. Produção: Juliana Borges. Elenco: Antonio Nóbrega, Domingos Montagner, José Simão, Wandy Doratiotto. Roteiro: Marcelo Negri. Brasil: Maria Farinha Filmes, 2014. DVD (80 min.), color.
doi:10.25244/tf.v12i1.30 fatcat:4bd4izua4rbn3lupz3zuqhdmfy