Avaliação das limitações do comportamento social dos moradores dos serviços residências terapêuticos de um pequeno município do estado do Rio de Janeiro

Dulce Anny Alves Medeiros, Lúcia Abelha, Diego de Lima Fonseca, Keli Sarução, Giovanni Marcos Lovisi
2018 Cadernos de Saúde Coletiva  
Resumo Introdução Conhecer a dimensão das limitações do comportamento social em pessoas com transtornos mentais graves habitantes de serviços residenciais terapêuticos (SRT) é crucial para gestores e profissionais de saúde mental envolvidos na prestação de cuidados baseados na comunidade. Assim, realizou-se um estudo transversal em indivíduos que residem nesses serviços em uma pequena cidade do Estado do Rio de Janeiro (Carmo). Objetivo Avaliar limitações do comportamento social dos
more » ... ial dos entrevistados através da Escala de Comportamento Social (SBS). Método Os dados foram coletados em Janeiro/Fevereiro, 2017, utilizando a SBS. Resultados A amostra foi composta majoritariamente de homens, com idade média de 60,4 anos, analfabetos, com esquizofrenia e outros transtornos psicóticos, provenientes do Estado do Rio de Janeiro, sem contato com suas famílias, com um longo período de hospitalização prévia e recebendo benefícios. Aproximadamente 96% dos residentes mostraram, pelo menos, um problema de comportamento social, frequentemente relacionados à aparência pessoal/higiene, comunicação: tomando a iniciativa (a pessoas inicia as conversações?), lentidão, rir e falar sozinho, comportamento não especificado (qualquer outro comportamento ou atitude não previamente especificado, que parece estar atrasando o progresso da pessoa). Conclusão A população estudada apresentou alta frequência de limitação de problema social, podendo impedir sua reintegração, tornando-se necessário implementar programas de reabilitação social para este grupo.
doi:10.1590/1414-462x201800030071 fatcat:cfa3l3od3bbn5o3fda7atqtmgi