Avaliação microbiológica das águas dos bebedouros do Campus I da Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, em relação à presença de coliformes totais e fecais

Ana Carolina Santana de Oliveira, Ana Paula Sarreta Terra
2004 Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical  
Senhor Editor: coliformes totais realizou-se mediante a técnica dos tubos múltiplos 3 4 . Todos os tubos com reação presuntiva positiva são subseqüentemente sujeitas a teste confirmatório em Caldo Verde Brilhante Lactose Bile e Caldo Escherichia coli 1 5 11 . Os resultados mostraram que todos os bebedouros apresentaram de certa forma ou em algum momento, algum tipo de contaminação. Todos eles apresentaram reação presuntiva positiva tanto pelas análises pré-bebedouro quanto pelas análises
more » ... las análises pós-bebedouros. Esta ocorrência em fontes de água tratada é a mais comum causa de violação dos padrões de potabilidade. Tradicionalmente, a presença de bactéria coliforme em água potável tem sido vista como um indicador de contaminação fecal intimamente ligado a tratamento inadequado ou inabilidade em manter desinfecção residual em água tratada 1 4 . Os bebedouros que apresentaram menor contaminação foram aqueles abastecidos de água diretamente da rua, ou seja, água que não passou por um dos grandes reservatórios existentes no prédio da Faculdade. Esta é uma característica operacional no sistema de distribuição fortemente associada com o aumento das taxas de ocorrência de coliformes. Reservatórios ou tanques de estocagem no sistema de distribuição são necessários para prover pressão adequada e reserva de água. Entretanto, esses tanques podem ser locais onde a água estagna, os resíduos de desinfecção se dissipam e a qualidade microbiológica se deteriora pela criação de um biofilme de bactérias em algum ponto crítico desta distribuição 4 8 . Outro fator que contribuiu para a positividade de coliformes foi o material do qual são constituídas as A saúde pública requer água potável segura, o que significa que ela deve estar livre de bactérias patogênicas. Entre os patógenos disseminados em fontes de água, os patógenos entéricos são os mais freqüentemente encontrados. Como conseqüência, fontes de contaminação fecal em água devido à atividade humana devem ser estritamente controladas 3 5 . Este controle é feito medindo-se alguns parâmetros como presença e níveis de coliformes fecais e totais. O uso do grupo coliforme como um indicador de possível presença de patógenos entéricos em sistemas aquáticos tem sido sujeito de debates por muitos anos. Muitos autores reportam surtos de doenças ligadas à água em casos de variação dos coliformes 10 .
doi:10.1590/s0037-86822004000300017 fatcat:6k6dokuqyjhoxblwxnkqugg7rm