Análise petrográfica e proveniência do Arenito Pedreira, Jurássico Superior da Bacia do Paraná, sul do Brasil

Matheus P. BRÜCKMANN, Ruy Paulo PHILIPP, Claiton Marlon Dos Santos SCHERER, Eduardo ESPÍNDOLA, Leonardo HALFEN
2019 Pesquisas em Geociências  
Na região sudeste da Bacia do Paraná, ocorre uma unidade informalmente denominada de Arenito Pedreira. Para definir as relações estra­tigráficas e caracterizar esta unidade foram avaliados dois furos de sondagem e selecionadas amostras representativas para análise petrográfica e contagem modal dos constituintes para definição da proveniência. O Arenito Pedreira está depositado entre a Formação Botucatu, por desconformidade sobreposta, e a Formação Rio do Rastro, com a qual tem contato erosivo.
more » ... m contato erosivo. A unidade é composta por uma sucessão de ciclos granodecrescentes constituídos por arenitos conglomeráticos, conglomerados arenosos, arenitos com estratificação cruzada tangencial e cruzada de baixo ângulo, arenitos com marcas de ondas e pelitos laminados, respectivamente. Os arenitos são classificados como arcóseos líticos e arcóseos, tem seleção média, elevados em grãos de feldspatos e quartzo. As feições diagenéticas caracterizam condições de eodiagênese e mesodiagênese, com feições de ambientes de clima continental seco. A análise da proveniência aponta para fontes associadas a arco magmático dissecado. Os litoclastos descritos são semelhantes às rochas encontradas nas unidades do Cinturão Dom Feliciano situadas mais ao sul, no terreno Tijucas e no Batólito Pelotas. Estas informações sugerem uma área fonte próxima e permitem admitir que o soerguimento do Arco de Rio Grande de direção NW-SE, seja responsável pelo fornecimento de sedimentos para a constituição do Arenito Pedreira
doi:10.22456/1807-9806.97380 fatcat:b5jb5a4qyfgx7aw5bxrmgcqswi