Ecophysiology of two tropical species in an abandoned eucalyptus plantation: effect of plant litter removal and seasonality

Frederico Lage-Pinto, Elaine Bernini, Jurandi Gonçalves de Oliveira, Marcelo Trindade Nascimento, Angela Pierre Vitória
2015 Biotemas  
Resumo Ecoisiologia de duas espécies tropicais em uma plantação abandonada de eucalipto: efeito da remoção da serapilheira e sazonalidade. O efeito da remoção da serapilheira sobre as variáveis do processo fotossintético (trocas gasosas, luorescência da cloroila a, e conteúdo de pigmentos fotossintéticos) das espécies tropicais Xylopia sericea A. St.-Hil. e Siparuna guianensis Aubl. foi avaliado em um plantio abandonado de eucalipto (Corymbia citriodora (Hook.) K.D.Hill & L.A.S.Johnson
more » ... .S.Johnson (Myrtaceae)) durante os períodos chuvoso e seco, após 5 anos de remoção da serapilheira, na Reserva Biológica União, Rio de Janeiro, Brasil. A remoção da serapilheira não inluenciou as respostas ecoisiológicas das espécies. Entretanto, signiicativa variação sazonal foi veriicada. Durante o período seco, a concentração intercelular de CO 2 (C i ), a transpiração (E), e a condutância estomática (g s ) apresentaram redução nos valores, enquanto a eiciência intrínseca no uso da água (EIUA), a dissipação não-fotoquímica (NPQ) e os carotenoides aumentaram, resultado que sugere uma estratégia protetora contra estresse. No entanto, os valores de F v /F m (rendimento quântico máximo) e F m /F o (taxa de rendimento da luorescência pelos estados aberto e fechado) indicam que, mesmo durante o período seco, não houve redução fotoquímica nas espécies. Apenas S. guianensis apresentou redução nos valores da taxa de fotossíntese líquida (A) durante o período seco. Os dados sugerem que X. sericea é fotossinteticamente mais eiciente sob condições de baixa disponibilidade de água e que a remoção da serapilheira por um período de 5 anos não promove diferenças nos processos ecoisiológicos das espécies analisadas. Biotemas, 28 (2): 27-37, junho de 2015 ISSNe 2175-7925 http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n2p27 Revista Biotemas, 28 (2), junho de 2015 28 F. Lage-Pinto et al. Abstract The effect of the removal of plant litter on photosynthetic variables (gas exchanges, chlorophyll a luorescence, and content of photosynthetic pigments) of the tropical species Xylopia sericea A. St.-Hil. and Siparuna guianensis Aubl. was evaluated in an abandoned plantation of eucalypt (Corymbia citriodora (Hook.) K.D. Hill & L.A.S. Johnson (Myrtaceae)). The study was conducted at the União Biological Reserve, Rio de Janeiro State, Brazil during the rainy and dry periods, after ive years of litter removal. The removal of plant litter did not inluence the ecophysiological responses of the species. There was however signiicant seasonal variation. During the dry period, intercellular CO 2 concentration (C i ), transpiration (E), and stomatal conductance (g s ) were decreased, while intrinsic eficiency of water use (IWUE), non-photochemical quenching (NPQ), and carotenoid values increased, suggesting a protective strategy against stress. Nevertheless, the values for F v /F m (maximum quantum eficiency) and F m /F o (ratio of luorescence yields for open and closed states) indicated that even during the dry period there was no reduction in photochemical activity in these species. Only S. guianensis exhibited a reduced net photosynthetic rate (A) during the dry period. The data indicated that X. sericea was photosynthetically more eficient under conditions of low water availability and that a 5-year period of plant litter removal failed to produce differences in ecophysiological processes in the species analyzed.
doi:10.5007/2175-7925.2015v28n2p27 fatcat:3ige7cylx5aqrpptwz4f7wfi5a