Os destinos do trabalho do negativo nas patologias limítrofes DOI - 10.5752/P.1678-9563.2012v18n2p277

Luiza Da Costa Mendes, Claudia Amorim Garcia
2012 Psicologia em Revista  
Resumo Este trabalho parte da premissa de uma articulação indissolúvel entre a pulsão e o objeto para discutir os efeitos estruturantes e patológicos do trabalho do negativo, como expressão da pulsão de morte, nos primórdios da constituição psíquica. Quando bem-sucedido, o trabalho do negativo possibilita o apagamento do objeto primário, facilitando a emergência das representações psíquicas e de objetos substitutos. Nos casos limites, no entanto, o fracasso de sua ação negativizante impedirá a
more » ... vizante impedirá a constituição de um vazio estruturante, prejudicando os processos de pensamento. A anestesia psíquica, o desligamento pulsional, as saídas extrarrepresentacionais e a clivagem são algumas das manifestações patológicas que, então, apresentam-se, evidenciando a resistência do objeto primário em se deixar apagar, característica central das patologias limítrofes. Palavras-chave: Trabalho do negativo, Objeto, Pulsão de morte, Casoslimite, Constituição psíquica. Abstract This paper starts from the assumption of an unbreakable link between drive and object and discusses the structuring and pathological effects of the work of the negative, an expression of the death drive, in the beginnings of psychic existence. When well succeeded the work of the negative makes it possible for the object to be erased and allows for the appearance of psychic representations and substitute objects. The failure of the work of the negative in borderline patients, however, hinders the constitution of the structuring void and interferes with thought processes. Psychic anesthesia, drive decathexis, splitting and extrarepresentational
doi:10.5752/p.1678-9563.2012v18n2p277 fatcat:x5oeskm2e5cc3itufixlzifbfm