Um problema da administração municipal: das fontes textuais à cartografia de síntese (Lyon do século XVI ao XVIII)

Olivier Zeller
2016 Revista do Instituto de Estudos Brasileiros  
O estudo de Lyon nos tempos mo­dernos mostra que é impossível compreender a ação da administração municipal somente a partir das fontes escritas. Isso porque elas se referem geralmente a endereços difíceis de lo­calizar com precisão, e porque parecem refletir apenas ações isoladas. Somente uma narrativa geral é possível trabalhando-se dessa maneira. A cartografia de precisão faz surgir as lógicas de funcionamento implícitas por trás das deci­sões aparentemente isoladas, localizando cada casa,
more » ... izando cada casa, associando-se casas e nomes, informando as transformações das ruas. Os agrupamentos de eventos espaciais sobre o mapa associaram as decisões antes impossíveis de visualizar: séries de reconstruções ao longo de novos alinhamen­tos, pavimentação de trechos de ruas, adução de água, localização da riqueza e pobreza, ligações políticas. Assim, as lógicas de planificação não mencionadas nas fontes escritas tornam-se evi­dentes. A geografia ajuda a fazer uma história que seja também uma história sobre o espaço e entrelaçada ao tecido urbano.
doi:10.11606/issn.2316-901x.v0i64p51-64 fatcat:6ojzgqxn3zc3hayi7hds4c3y4a