Qualidade pós-colheita de melão Galia submetido à modificação da atmosfera e ao 1-metilciclopropeno

Maria Auxiliadora C. de Lima, Ricardo E. Alves, Clóvis Isberto Biscegli, Heloisa A.C. Filgueiras
2005 Horticultura Brasileira  
Avaliou-se o amaciamento da polpa, a formação da região de abscisão do pedúnculo, o comportamento respiratório, a produção de etileno e a qualidade de melão Galia 'Solar King' sob influência de atmosfera modificada (AM) e 1-metilciclopropeno (1-MCP), durante o armazenamento a 7,6±1,1ºC e 87,6±6,3% UR seguido de temperatura ambiente (24,2±0,7ºC e 88,1±5,4% UR). Os frutos, provenientes do Polo Agrícola Mossoró-Assu (RN), foram submetidos a tratamentos pós-colheita [controle, AM (X-TendTM),
more » ... (X-TendTM), aplicação de 1-MCP (300 nl L-1) e AM (X-TendTM) seguida da aplicação de 1-MCP (300 nl L-1)] e a tempos de armazenamento (0, 7, 14, 21, 24, 27 e 30 dias). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em fatorial 4x7, com quatro repetições. Aos 23 dias, a atividade respiratória dos frutos tratados com 1-MCP foi menor que a dos demais, mantendo-se praticamente estável a partir do 25ºdia. Os tratamentos AM ou 1-MCP resultaram em picos de produção de etileno menores e precoces. Nos frutos sob AM, tratados ou não com 1-MCP, a perda de peso foi menor. Porém, a associação AM+1-MCP foi mais vantajosa porque resultou em frutos mais firmes. O efeito mais evidente da aplicação de 1-MCP foi no atraso da evolução da abscisão do pedúnculo. A melhor aparência interna foi observada nos frutos tratados com 1-MCP e sob AM+1-MCP. Portanto, esta associação permitiu a melhor preservação da qualidade dos melões.
doi:10.1590/s0102-05362005000300021 fatcat:c25loiz3yram7gkcdpyqhb2sgu