Tolerância de cultivares de trigo diferentes níveis de ferro em solução nutritiva

Carlos Eduardo de Oliveira Camargo, José Guilherme de Freitas
1985 Bragantia  
Foi estudado o comportamento diferencial de dez cultivares de trigo em soluções nutritivas com e sem arejamento, contendo cinco concentrações de ferro (0 56; 5,0; 10,0; 20,0 e 40,0mg/litro), mantendo-se constante a temperatura, 27 ± 1ºC, e o pH das soluções, 4,0. A tolerância foi avaliada pelo comprimento médio da raiz primária central e pelo peso da matéria seca da parte aérea (folhas) de vinte plântulas cultivadas dez dias em soluções nutritivas contendo diferentes concentrações de ferro. A
more » ... ações de ferro. A medida que foram aumentadas as concentrações de ferro de 0,56 para 40,0mg/litro nas soluções tanto arejadas como sem arejamento, ocorreram reduções nos comprimentos das raízes e nos pesos da matéria seca da parte aérea, segundo o grau de tolerância de cada cultivar. 'Siete Cerros' 'CNT-8' e 'Alondra-4546' foram considerados tolerantes a níveis crescentes de Fe nas duas soluções, e, 'IRN-204-63', 'IAC-13', 'BH-1146', 'IAC-5', 'IAC-17 ', 'IAC-24' e 'IAC-18', sensíveis. Os teores de fósforo, potássio, magnésio, cálcio e manganês na matéria seca da parte aérea dos cultivares BH-1146 e Siete Cerros tenderam a diminuir com o aumento das concentrações de ferro em ambas as soluções nutritivas. Os teores de ferro na matéria seca da parte área dos cultivares BH-1146 e Siete Cerros elevaram-se com o aumento das concentrações de ferro nas soluções, sendo maiores nas soluções arejadas. A metodologia desenvolvida foi eficiente, possibilitando a separação de cultivares tolerantes e sensíveis à toxicidade de ferro em curto período de tempo.
doi:10.1590/s0006-87051985000100006 fatcat:3vf2snmjpzgwxhcktpbsqxb3ne