Prevalência de Transtornos Mentais Comuns e Fatores Associados em Estudantes de Medicina: um Estudo Comparativo

Carlos Magno Guimarães Ferreira, Ana Claudia Garabeli Cavalli Kluthcovsky, Tatiana Menezes Garcia Cordeiro
2016 Revista Brasileira de Educação Médica  
RESUMO Objetivos Os objetivos do estudo foram estimar a prevalência de transtornos mentais comuns (TMC) e avaliar possíveis fatores associados em estudantes de Medicina de uma universidade pública do Sul do Brasil. Métodos Estudo prospectivo com 134 estudantes de Medicina, comparando os resultados no início e final do semestre letivo. Para o rastreamento dos TMC utilizou-se o Self-Reporting Questionnaire. Também foram coletados dados socioeconômicos, demográficos, atividade física regular,
more » ... as, atividades acadêmicas e qualidade do sono para avaliar possíveis associações com TMC. Resultados A idade média foi de 22,5 anos (DP = 4,3), a maioria do sexo masculino, solteiros e procedentes de outras cidades. A prevalência de TMC aumentou de 35,8% no início para 51,5% no final do semestre (p = 0,002). Os fatores associados aos TMC no início do semestre foram renda familiar mensal per capita ≤ R$ 2.000,00 (OR = 3,2; IC95% = 1,31-8,02) e qualidade do sono ruim (OR = 3,3; IC95% = 1,13-9,47). No final do semestre, a qualidade do sono ruim (OR = 3,3; IC95% = 1,22-7,92) esteve associada aos TMC. Conclusão Os resultados demonstram elevadas prevalências de TMC e a importância de direcionar ações de prevenção e enfrentamento ao cuidado com a saúde mental dos estudantes de Medicina.
doi:10.1590/1981-52712015v40n2e02812014 fatcat:tlm4b2sx6jcjxl46dssu5ynfhe