"Anchieta, José do Brasil"

Eliane Cristina Fleck, Fernanda Matos
2011 Em Tempo de Histórias  
O presente artigo analisa o filme Anchieta, José do Brasil, de 1977, vinculando-o aos contextos de sua proposição, produção e exibição. Procura-se, sobretudo, desvendar as representações e a memória que o filme veiculou sobre o missionário jesuíta José de Anchieta – que teve um dia instituído em sua homenagem pelo presidente Humberto Castelo Branco, em 1965 –, relacionando-as com o projeto de Estado e com a moral defendida pelo regime militar.
doi:10.26512/emtempos.v0i16.19915 fatcat:l6gmwyen5neunhy66xhmeqlar4