A reivindicação do cumprimento da lei do piso salarial dos professores: outro modo de não dizer eu

Mara Lucia Martins Rodrigues, Neuza Benedita da Silva Zattar
2018 Traços de Linguagem - Revista de Estudos Linguísticos  
Neste trabalho, propomos analisar o funcionamento enunciativo de quem diz (locutor-x), para quem se diz (alocutário-x) num tipo específico de texto, que estamos chamando de texto-reivindicatório. São textos que significam e se significam sócio-historicamente, considerando a vigência da Lei nº. 11.738/08, que trata da implantação do piso salarial dos profissionais do magistério público da Educação Básica no Brasil. Os textos-reivindicatórios têm por objetivo exigir ou cobrar publicamente algo de
more » ... ublicamente algo de interesse coletivo e, geralmente, são grafados em faixas afixadas nos espaços públicos da cidade, tal como a rua ou conduzidas em passeatas, por exemplo. Partimos da hipótese de que nesses textos ocorre um deslizamento na relação Eu – tu para a relação Ele – ele, caracterizando-se um outro modo de não dizer eu, estabelecendo-se na cena enunciativa o conflito entre quem diz e para quem é dito. Para a realização deste trabalho nos aportamos teoricamente pelo viés da Semântica do Acontecimento, de Eduardo Guimarães (2002, 2005).
doi:10.30681/2594.9063.2018v2n2id2916 fatcat:katuma2gnvd3tkdqxabdppybjy