VENTILAÇÃO PULMONAR E SUA RELAÇÃO COM MEDIDAS DO QUOCIENTE RESPIRATÓRIO E PERCENTUAL DE GORDURA: ESTUDO PRELIMINAR

Marcos Vinícios Jacobs, Éboni Marília Reuter, Valeriano Antonio Corbellini, Miriam Beatrís Reckziegel, Hildegard Hedwig Pohl
2014 Revista Jovens Pesquisadores  
RESUMO A ventilação pulmonar depende da interação dos compartimentos torácico e abdominal, havendo incremento de trabalho ventilatório na presença de acúmulo de gordura nesta região corporal. O objetivo foi avaliar a relação da ventilação pulmonar com marcadores do quociente respiratório (QR) e o percentual de gordura (%G) em trabalhadores da agroindústria e produtores rurais. Com delineamento transversal, foram avaliados dezoito trabalhadores do município de Santa Cruz do Sul -RS, sendo
more » ... l -RS, sendo selecionados dados de %G e do teste ergoespirométrico (protocolo de Bruce), obtendo-se resultados diretos do consumo de oxigênio (VO 2 ), dióxido de carbono produzido (VCO 2 ) e ventilação pulmonar (VE). Os resultados indicam associação regular entre VE com as variáveis de VO 2 (r = 0,564 e p = 0,015) e %G (r = -0,540 e p = 0,021). Já entre a VE e o VCO 2 foi evidenciada associação forte (r = 0,775 e p < 0,001). A associação inversa entre VE e %G sugere a redução da capacidade ventilatória quando há aumento da massa gorda, o que pode ser em consequência da restrição mecânica da caixa torácica adjunto à baixa capacidade de trabalho dos músculos ou tolerância aos exercícios físicos. Palavras-chave: Trabalhadores Rurais. Ventilação Pulmonar. Obesidade. ABSTRACT Lung ventilation depends on the interaction of thoracic and abdominal compartments, with increment in ventilation work in the presence of body fat accumulation in this region. The objective was to evaluate the correlation of lung ventilation with markers of respiratory quotient and body fat percentage (BF%) in agribusiness workers and rural producers. Through a cross-sectional design, eighteen workers from Santa Cruz do Sul -RS, were evaluated, selecting data of BF% and cardiopulmonary exercise test (Bruce protocol), obtaining direct results of oxygen consumption (VO 2 ), carbon dioxide produced (VCO 2 ) and lung ventilation (LV). Results indicate regular association between LV with variables of VO 2 (r = 0.564 and p = 0.015) and BF% (r = -0.540 and p = 0.021). However, between LV and VCO 2 there was evidence of strong association (r = 0.775 and p < 0.001). The inverse association between LV and BF% suggests a reduction in ventilatory capacity when there is increased fat mass, which may be a result of mechanical restriction of chest adjunct to low work capacity of muscles or exercise tolerance.
doi:10.17058/rjp.v4i2.4521 fatcat:rpegjc3hire33bh6q4w42bceke