CONSTRUÇÃO DE SABERES E PROTEÇÃO SOCIAL NA EDUCAÇAO POPULAR

Suziane Hermes, Mendonça Soares, Cristhiane Da, Graça Amâncio
unpublished
Resumo: O presente artigo busca compreender a Educação Popular como instrumento de fortalecimento cultural, de identidade e territorial para se alcançar uma proteção social. Com isso, essa pesquisa objetiva identificar e analisar as noções de educação popular e desenvolvimento expresso pela territorialidade através de uma análise da literatura sobre o assunto. Para tanto, essa pesquisa assenta-se no marco e no horizonte teórico metodológico em constante diálogo com várias correntes
more » ... rentes teórico-criticas. Ao pretender identificar uma territorialidade dominada pela lógica do modo de produção capitalista, encontrando na proposta da educação popular uma práxis emancipadora e sustentável. Palavras-chave: territorialidade; educação; proteção social. Educação e saber popular: uma perspectiva de valorização do indivíduo Ninguém escapa da educação, independente do espaço dedicado ao aprendizado ou até mesmo um tempo definido. Em casa, na rua, em espaços religiosos ou na escola, são muitas formas, diferentes metodologias, no apreender, no ensinar. Em mundos diversos a educação existe de formas diferentes: em sociedades tribais de povos caçadores, agricultores, em sociedades camponesas, em países considerados desenvolvidos e nos países considerados periféricos, os tipos de sociedades, culturas. A educação pode ser considerada uma fração do modo de vida dos grupos sociais que criam e recriam, entre tantas outras invenções de sua cultura, em sua sociedade. Formas de educação que produzem e praticam, para que elas reproduzam, entre todos os que ensinam-e-aprendem, o saber que atravessa às palavras de uma comunidade, os códigos de conduta, as regras de trabalho, a tecnologia, a vida do grupo a de cada um de seus sujeitos. Segundo Brandão (2001) a educação existe no imaginário das pessoas e na ideologia dos grupos sociais e, ali sempre se espera, de dentro, o sempre se diz para fora, que a sua missão é transformar sujeitos e mundos em alguma coisa melhor, de acordo com as imagens que se tem de uns e outros. O controle sobre o que se ensina e a quem se ensina, de modo que, através da educação oficial, esta transforma-se em instrumento político e de poder. Ela
fatcat:f4gjcttumjg3nhbgislzaulk74