O aproveitamento do resíduo da indústria do sisal no controle de larvas de mosquitos

Ana Paula B. Pizarro, Alfredo M. Oliveira Filho, José P. Parente, Marli T.V. Melo, Celso E. dos Santos, Paulo R. Lima
1999 Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical  
Descreve-se o aproveitamento do resíduo do desfibramento das folhas de Agave sisalana, como um larvicida para o combate a mosquitos transmissores de doenças tropicais. Durante 24 horas, larvas de Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus foram expostas a concentrações diferentes do extrato da planta para determinar as concentrações letais. Para A. aegypti foi constatada a CL50 em 322ppm e para C. quinquefasciatus em 183ppm. Foi investigada a ação de saponinas existentes na planta, ficando
more » ... a, ficando evidenciado que o resíduo de A. sisalana é ativo através da interação de vários dos seus componentes. Este extrato poderá ser utilizado em campo, na concentração de 100ppm para C. quinquefasciatus com um aumento do tempo de exposição para três dias, obtendo-se uma mortalidade de 100% das larvas. Este produto, porém, não é recomendado para o controle de A. aegypti, devido à necessidade de uma alta concentração para a obtenção de 100% de mortalidade das larvas e ao fato destas se desenvolverem preferencialmente em água potável.
doi:10.1590/s0037-86821999000100005 pmid:9927821 fatcat:5brofxy7u5bozc2agckatrybgq