Trends in Extreme Precipitation over Espírito Santo State - Southeast Brazil
Tendências de Extremos de Precipitação para o Estado do Espírito Santo

P. REGOTO, C. DERECZYNSKI, W.L. SILVA, R. SANTOS, U. CONFALONIERI
2018 Anuário do Instituto de Geociências  
Resumo Neste trabalho elaboram-se análises da variabilidade espacial das tendências dos indicadores de extremos de precipitação no estado do Espírito Santo (ES). Além disso, são analisadas as climatologias de indicadores de tais extremos. O objetivo é detectar possíveis mudanças no comportamento da precipitação, a im de contribuir com medidas de mitigação e adaptação às mudanças climáticas. Para isso são utilizadas séries de chuva diária, com mais de 40 anos de dados, coletados em 80 postos da
more » ... os em 80 postos da Agência Nacional de Águas localizados no ES. Os 5 indicadores anuais analisados neste trabalho são: total pluviométrico (PRCPTOT); percentil 95 da precipitação diária (R95p); máxima precipitação em 5 dias consecutivos (RX5day); número de dias do ano em que a precipitação diária é igual ou superior a 30 mm (R30mm) e número máximo de dias secos consecutivos no ano (CDD). Os resultados referentes às climatologias dos indicadores mostram que os máximos de PRCPTOT se encontram à barlavento da Serra do Castelo (2097 mm) e sobre a Serra do Caparaó (1890 mm). PRCPTOT é reduzida em direção ao norte do estado, onde um mínimo de 873 mm ocorre sobre o sul da mesorregião Noroeste, uma área afastada do oceano e à sotavento da Serra do Castelo. A distribuição espacial dos demais índices de precipitação acompanham o padrão descrito para PRCPTOT, ou seja, máximos (mínimos) de R95p, RX5day e R30mm e mínimo (máximo) de CDD sobre as regiões serranas (mesorregiões Noroeste e Litoral Norte). A frequência e intensidade dos dias chuvosos e da precipitação diária extrema estão aumentando no estado do Espírito Santo, principalmente na região sul. Além disso, aumentos em CDD predominam no estado, indicando um prolongamento da estação seca e, portanto, uma má distribuição da precipitação ao longo do ano. Abstract This study provides analyzes of the spatial variability of trends in extreme precipitation over Espírito Santo State (Southeast Brazil). We also examine the climatology (1971-2010) of extreme precipitation indices. The objective is to detect possible changes in extreme precipitation behavior in order to contribute to mitigation and adaptation measures to climate change. We examine daily rainfall dataset with more than 40 years of data observed at 80 rain gauges stations operated by the Brazilian National Water Agency. The 5 annual indices analyzed in this study are: total precipitation (PRCPTOT); 95 th percentile of daily precipitation (R95p); maximum consecutive 5-day precipitation (RX5day); count of days when precipitation is greater or equal 30 mm (R30 mm) and maximum number of consecutive dry days in the year (CDD). Our results indicate that maximum PRCPTOT are located at the windward side of the Serra do Castelo (2097 mm) and on the Serra do Caparaó (1890 mm). PRCPTOT is reduced towards the north of the state, where a minimum of 873 mm occurs on south of the Northwest region. The spatial distribution of the other precipitation indices follows the pattern described for PRCPTOT: R95p, RX5day and R30mm maximum (minimum) and CDD minimum (maximum) over the mountainous regions (Northwest and North Coast mesoregions). The frequency and intensity of the rainy days and extreme daily precipitation have been increasing in Espírito Santo state, mainly at south region. Additionally, increases in CDD predominate in the state, indicating a prolongation of the dry season, and therefore poor distribution of rainfall throughout the year.
doi:10.11137/2018_1_365_381 fatcat:xtwnqhn55navlkomczcrsmnxmy