Recidiva hansênica em área de alta endemicidade no Estado do Pará, Brasil

Suenny Leal Melo, Geraldo Mariano Moraes de Macedo, Carla Andrea Avelar Pires, Maria Heliana Chaves Monteiro da Cunha
2014 Revista Pan-Amazônica de Saúde  
RESUMO Considera-se como um caso de recidiva hansênica, o indivíduo que, após ter recebido alta por cura, apresente sinais clínicos de atividade da doença. Com o objetivo de conhecer a ocorrência de casos de recidiva e fatores clínico-epidemiológicos relacionados, em pacientes em uma região hiperendêmica, foi realizada uma pesquisa cujos métodos abrangem um estudo epidemiológico, transversal com caráter descritivo entre janeiro de 2007 e dezembro de 2008, com dados fornecidos pela Unidade de
more » ... pela Unidade de Referência Especializada (URE) em hanseníase Dr. Marcello Candia, no Estado do Pará, Brasil. Os resultados do estudo revelaram que dos 27 pacientes, 96,3% pertenciam à classificação multibacilar, predominantemente do sexo masculino (74,1%), com a faixa etária de 29 a 42 anos de idade (44,4%), a maioria da região metropolitana de Belém (70,4%). A manifestação clínica caracterizou-se por lesões novas (81,5%), com tempo de aparecimento entre cinco a dez anos (55,6%). O diagnóstico usou avaliação clínica e de índice baciloscópico (63%), destes 40,7% obtiveram baciloscopia entre 4 a 6+. O grau de incapacidade em 44,4% não foi registrado no início do tratamento. Os casos de recidiva hansênica diagnosticados e tratados na URE Dr. Marcello Candia, em sua grande maioria, obedeceram aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. O grau de incapacidade em alguns pacientes não apresentou resultado nessa avaliação, o qual é muito importante para a prevenção de incapacidades. A avaliação dermatoneurológica simplificada, preconizada pelo Ministério da Saúde, deve ser reforçada em sua importância em todos os serviços que atendem pacientes com hanseníase, visto que é essencial no diagnóstico precoce de danos neurológicos. ABSTRACT It is considered as a case of leprosy relapse, the individual who, after having been discharged for healing, has presented clinical signs of disease activity. In order to know the occurrence of relapse, clinical and epidemiological factors in patients in a hyperendemic region, a survey was conducted which methods comprise an epidemiological cross-sectional descriptive study from January 2007 to December 2008, with data provided by Specialized Reference Center (Unidade de Referência Especializada -URE) in leprosy Dr. Marcello Candia, in Pará State, Brazil. The results of the study revealed that 96.3% of 27 patients belonged to the multibacillary classification, predominantly male (74.1%), with the age group from 29 to 42 years old (44.4%), most came from Belém metropolitan region (70.4%). The clinical manifestation characterized by new lesions (81.5%), with time of appearance between five and ten years (55.6%). The diagnosis used clinical and bacteriological index assessment (63%), of these 40.7% were smear between 4-6+. The degree of disability in 44.4% was not recorded at the beginning of treatment. The cases of leprosy diagnosed and treated at URE Dr. Marcello Candia, mostly, met the criteria established by Brazilian Ministry of Health. The degree of disability of some patients did not show the result in this evaluation, which it is very important to prevent disabilities. The simplified dermatological assessment recommended by Ministry of Health should be reinforced in its importance in all services that have leprosy patients, since it is essential for the early diagnosis of neurological damage.
doi:10.5123/s2176-62232014000300003 fatcat:z55xxfhf4zcwnm3ldyo4m2eqoq