Eletromiografia de superfície da região cervical - contribuição para a saúde muscular

Marlise Capa Verde Almeida de Mello, Lauro Roberto Witt da Silva, Clarice Alves Bonow, Marta Regina Cezar-Vaz
2017 Acta Paulista de Enfermagem  
Resumo Objetivo: Verificar sintomatologias dolorosas cervicais em um grupo de trabalhadores administrativos e investigar os sinais eletromiográficos do músculo trapézio superior de trabalhadores administrativos em repouso. Métodos: Estudo exploratório, de abordagem intervencionista, realizado com trabalhadores da área portuária. Analisaram-se variáveis pessoais, sintomatológicas, ocupacionais e eletrofisiológicas a partir da eletromiografia da região cervical. Foram aplicados os testes qui
more » ... os testes qui quadrado, teste t de Student e Mann Whitney. Resultados: Participaram 43 trabalhadores, que apresentaram média de nota para dor nas regiões do ombro e posterior do pescoço estatisticamente maiores entre mulheres do que entre homens. A formação de ondas positivas ocorreu antes e após o trabalho, afetando dez trabalhadores. A concretização da jornada de trabalho não produziu modificações significativas de atividade eletrofisiológica cervical. Conclusão: O estudo identificou variáveis ergonômicas e a autorreferência de cervicalgia, bem como o recrutamento de ondas positivas em um pequeno grupo de trabalhadores, apresentando que o uso de novos instrumentos de avaliação muscular pela enfermagem pode contribuir para a atuação profissional à saúde do trabalhador. O sexo mostrou-se variável importante na avaliação à dor muscular, especialmente ao sexo feminino, assim como o período pré-jornada, indicando que as ações produzidas anteriormente ao trabalho podem influenciar, positiva ou negativamente, nas condições musculares para o desenvolvimento da jornada de trabalho. Desta forma, delimitou-se um grupo de trabalhadores que demandam promoção a saúde muscular.
doi:10.1590/1982-0194201700074 fatcat:eddyaq3i5beozncehyy6sagyye