Força de trabalho e desemprego na Região Metropolitana do Rio de Janeiro nos anos 1990: o efeito dos fatores demográficos

Enrico Moreira Martignoni, Luiz Marcelo Carvano, Paulo de Martino Jannuzzi
2006 Revista Brasileira de Estudos de População  
Este trabalho analisa o efeito das variáveis demográficas sobre as taxas de desemprego da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ), região que apresenta as taxas mais baixas entre as periodicamente investigadas no paísem particular em relação às Regiões Metropolitanas de São Paulo e Salvadordesde os anos 90. Mais especificamente, procura-se avaliar a importância da queda da fecundidade na década de 60, do envelhecimento mais precoce da população, do aumento da mortalidade de jovens do sexo
more » ... e de jovens do sexo masculino nas últimas décadas e do arrefecimento da migração em direção à RMRJ na conformação das taxas de desemprego do mercado de trabalho da região. De fato, a análise de dados empíricos levantados em pesquisas revela que as taxas de desemprego mais baixas na RMRJ parecem decorrer, ademais de fatores econômicos locais, da combinação favorável entre menor intensidade migratória, queda mais precoce e sustentada da fecundidade, nível mais alto da mortalidade de população em idade ativa e menor atividade econômica da população idosa, levando a um incremento comparativamente menor da força de trabalho do que as duas outras regiões analisadas. Palavras-chave: Força de trabalho. Desemprego. Participação econômica. Componentes demográficos. Força de trabalho e desemprego na Região... Martignoni, E.M., Carvano, L.M. e Jannuzzi, P.M. R. bras. Est. Pop., São Paulo, v. 23, n. 2, p. 287-299, jul./dez. 2006 Martignoni, E.M., Carvano, L.M. e Jannuzzi, P.M. Recebido para publicação em 04/09/2006. Aceito para publicação em 06/11/2006. Abstract Workforce and unemployment in the Metropolitan Region of Rio de Janeiro in the 1990s: demographic effects This article analyses the effects of demographic variables on unemployment rates in the Metropolitan Region of Rio de Janeiro (MRRJ), which, since the 1990s, has been the area in Brazil with the lowest unemployment rates, especially when compared with the Metropolitan Regions of Sao Paulo and Salvador. This paper discusses the effects of the fall in fertility since the 1960s, the aging population, the higher mortality rates among young males in recent decades, and the declining trend of immigration toward the region, factor that tend to produce lower unemployment rates locally. In fact, empirical data collected in surveys show that lower unemployment rates in the MRRJ seem to be a consequence not only of economic factors, but also of a favorable set of demographic trends related to lower immigration, earlier and persistent fall in fertility, higher mortality levels at working ages, and less labor by the elderly. All these factors yield lower increments in the workforce than that seen in the other regions analyzed.
doi:10.1590/s0102-30982006000200006 fatcat:262za5xemze3visenqly3lrqcq