Marital adjustment, mother-infant relationship and psychofunctional symptoms in the first year of life

Rafaela Campos Peruchi, Tagma Marina Schneider Donelli, Angela Helena Marin
2016 Quaderns de Psicología  
Resumo Considerando-se a importância das primeiras relações pais-bebê, este estudo teve como objetivo compreender a interação entre o ajustamento conjugal, a relação mãe-bebê e a manifestação de sintomas psicofuncionais na primeira infância. Participaram quatro díades mãe-bebê, sendo que duas mães avaliaram seu relacionamento conjugal como desajustado e duas como ajustado (Escala de Ajustamento Diádico -R-DAS) e todos os bebês apresentaram sintomas psicofuncionais (Questionário Symptom
more » ... io Symptom Check-List). As mães também responderam a Entrevista sobre a gestação e o parto, a Entrevista sobre a experiência da maternidade e foram filmadas em interação com seus bebês, utilizando-se o roteiro do Interaction Assessment Procedure (IAP). Com os dados é plausível supor que o ajustamento conjugal pode afetar a qualidade da relação mãe-bebê, contribuindo para a manifestação de sintomas psicofuncionais na criança. Percebe-se a necessidade de investigar as relações conjugais e parentais, a fim de prevenir o surgimento e/ou agravamento de sintomas na infância. Palavras-chave: Conjugalidade; Parentalidade; Relação mãe-bebê; Sintomas psicofuncionais Abstract Considering the importance of the first parent-baby relationships, this study aims to understand the interaction between marital adjustment, the mother-infant relationship and the expression of psychofunctional symptoms in early. Four mother-infant dyads were participants and two of these rated their marital relationship as maladjusted and two as adjusted (Dyadic Adjustment Scale -R-DAS) and all infants had psychofunctional symptoms (Symptom Check-List Questionnaire). Mothers also responded interviews about pregnancy and childbirth, about the experience of motherhood and were videotaped interacting with their babies, using the Interaction Assessment Procedure protocol (IAP). Results show that it is plausible to assume that the marital adjustment can affect the quality of the motherinfant relationship, contributing to the manifestation of psychofunctional symptoms in children. In this sense, we see the relevance of the analysis of marital and parental relationships in order to prevent the onset and / or worsening of symptoms in childhood.
doi:10.5565/rev/qpsicologia.1363 fatcat:hw7vtqq625f4nglbehhcvpoa6a