Nós geramos átomos em lugar da realidade das coisas: Pascal e o a-teísmo do infinito

Gilles Olivo
2006 Kriterion  
Este trabalho busca explicar o que se deve entender por "desproporção do homem" no fragmento La 199. Ele tenta estabelecer a tese segundo a qual a desproporção do homem descreve um fechamento do homem em sua posição de centro de referência para o e no conhecimento: este caráter central designa a primazia epistemológica que, de fato, traduz a posição do homem cartesiano na natureza, isto é, face a ela. É por isso que o La 199 é uma crítica radical ao conceito cartesiano de infinito como nome de Deus.
more » ... inito como nome de Deus.
doi:10.1590/s0100-512x2006000200012 fatcat:qqy25kybynhj7jvtjh27kozm5y