Corpo, gestos e expressão: notas sobre uma ontologia sensível em Merleau-Ponty

Terezinha Petrucia da Nóbrega
2010 Pro-Posições  
Os gestos do pintor nos retiram da paisagem comum. A disposição dos objetos, dos lugares, das cores, os contornos que compõem o quadro nos dão a ver e a pensar. O olho é aquilo que foi sensibilizado por um certo impacto do mundo, assim como a visão e o ato de ver amplificam a metafísica da carne, convocam a filosofia de Merleau-Ponty de uma fenomenologia para uma ontologia do ser bruto. Esse texto contém uma reflexão sobre corpo e estética no pensamento de Merleau-Ponty, considerando-se,
more » ... iderando-se, sobremaneira, o ensaio A dúvida de Cézanne. Na construção dos argumentos, outras obras do filósofo são consideradas, com citações de algumas passagens que examinam questões e possibilidades para pensar o conhecimento da arte, da filosofia e, em sentido mais geral, como possibilidade para pensar a existência, a contingência e a liberdade do corpo.
doi:10.1590/s0103-73072010000200007 fatcat:qsgnebdx6zggzlkoedvmjzldty