LITERATURA CONTEMPORÂNEA: PLANTAR ROSAS NA BARBÁRIE

A. M. H. BAPTISTA
2017 Muitas Vozes  
Resumo: A contemporaneidade é caracterizada e conjugada por processos, em todos os graus e sentidos, que envolvem a efemeridade, valores questionáveis e uma aceleração sem precedentes. Nessa medida, a palavra poética expressa, em especial, na obra plantar rosas na barbárie, do poeta Luís Serguilha, pode ser considerada uma obra que mostra espaços possíveis de se repensar, não somente, a poética, mas, sobretudo, novos valores e novos modelos de subjetividade. Espaços efetivos que devem traçar
more » ... que devem traçar novas formas do existencial. Palavras-chave: Poética. Devir. Luís Serguilha. Abstract: Contemporaneity is characterized and conjugated by processes, in all degrees and senses, that involve ephemerality, questionable values and an unprecedented acceleration. To this extent, the poetic word expressed, in particular, in the work plantar rosas na barbárie, of Luís Serguilha, can be considered a work that shows possible spaces of rethinking not only poetics, but, above all, new values and new models of subjectivity. Effective spaces that must trace new forms of the existential.
doi:10.5212/muitasvozes.v.6i2.0013 fatcat:vaq5oxnwa5ftxhr6h2p2eaw4ra