Shakespeare no teatro do pós-guerra britânico: Bingo de Edward Bond, a relação arte-sociedade e o uso estratégico do cânone

Jonathan Renan da Silva Souza
2019 Antares letras e humanidades  
Resumo Este artigo se propõe a esboçar uma análise da peça Bingo (1973) do dramaturgo britânico Edward Bond, a qual coloca em cena William Shakespeare no contexto dos cercamentos das terras comuns na Inglaterra elisabetana. Pretende-se discutir o papel dos artistas e das obras literárias diante da realidade material imediata e instigar a reflexão sobre os possíveis usos estratégicos do cânone, conforme proposto por Bond e pelo dramaturgo alemão Bertolt Brecht e seu teatro épico. Tal discussão,
more » ... co. Tal discussão, posta pela peça na década de 1970, encontra surpreendente atualidade e ressalta o potencial político da arte, especialmente do teatro. Palavras-chave Estudos de Dramaturgia. Relação arte-sociedade. Teatro Britânico. William Shakespeare. Edward Bond. Abstract This article aims to draft an analysis of the play Bingo (1973) by the British playwright Edward Bond, which portrays William Shakespeare in the context of the common lands' enclosure in Elizabethan England. It is intended to discuss the role of artists and literary works regarding the immediate material reality and to instigate the debate over the possible strategic use of the canon as proposed by Bond and the German playwright Bertolt Brecht and his epic theatre. Such a discussion, proposed by the play in the 1970s, is considered of ultimate actuality and highlights the political potential of art, especially the theatre. Keywords Dramaturgy Studies. Art-society relation. British Theatre. William Shakespeare. Edward Bond. * Universidade de São Paulo (USP).
doi:10.18226/19844921.v11.n24.04 fatcat:fcytpnweuzc2jk4sgsrdf7qocm