O SIPA – SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA O PATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO – EM PORTUGAL

Paula Noé
2016 Revista CPC  
Em Portugal, cabe aos serviços da administração central e local do Estado, bem como às regiões autônomas, a responsabilidade do inventário do patrimônio arquitetônico. Contudo, muitos outros organismos e associações ligados ao patrimônio procedem a inventários de âmbito temático ou geográfico distintos, com critérios e métodos diversos, resultando numa grande dispersão de recursos humanos e financeiros. Neste panorama, o Sistema de Informação para o Patrimônio Arquitetônico (SIPA), desenvolvido
more » ... SIPA), desenvolvido no âmbito do Estado e integrado em julho de 2015 na Direção-Geral do Patrimônio Cultural (DGPC), assume-se como um sistema de informação e documentação com características únicas em Portugal. O SIPA apresenta o único inventário português vocacionado para o levantamento sistemático do patrimônio arquitetônico, urbanístico e paisagístico, nacional e de origem portuguesa no mundo, acompanhando a larga abrangência do conceito de patrimônio. O SIPA desenvolve o inventário em estreita interligação com a documentação produzida sobre o patrimônio e, desde cedo, apostou na sua divulgação em larga escala, tornando-se o maior repositório digital de documentação de arquitetura em Portugal. Estes fatores, tal como o recurso às modernas tecnologias SIG, permitem produzir estudos comparativos e tipológicos inovadores sobre patrimônio arquitetônico, de que se apresentam dois casos de estudo, bem como criar subprodutos de caráter cultural e turístico, alguns dos quais divulgados no site institucional (www.monumentos.pt).
doi:10.11606/issn.1980-4466.v0iesp21p67-98 fatcat:eij3rqbilfasnoboofqpblt3yy