ANÁLISE DO CONSUMO ALIMENTAR E DA QUALIDADE DE VIDA DE DOCENTES

Fabiana Cristina G de Almeida, Caroline Piloto Kuhn, Sandra Cristina Genaro
2016 Colloquium Vitae  
RESUMO Este estudo teve como objetivo avaliar o consumo alimentar de 21 professores de nutrição de uma universidade do interior do oeste paulista, e relacionar com sua qualidade de vida. Foram utilizados o Questionário de Frequência de Consumo Alimentar e a versão brasileira do Questionário de Qualidade de Vida SF-36. Os dados foram submetidos à análise estatística descritiva e apresentados em tabelas na forma de frequência absoluta e percentual. Utilizou-se o coeficiente de correlação de
more » ... correlação de postos de Spearman pela quantidade de informações obtidas. As análises estatísticas foram realizadas no programa SPSS 21.0, sendo considerado como estatisticamente significante quando a probabilidade for menor ou igual a 0,05 (p-valor < 0,05). Os resultados apontaram baixo consumo de leite e derivados, leguminosas, cereais integrais, frutas, legumes, verduras, com uma ingestão de carne vermelha excessiva e o consumo de alimentos industrializados superior ao esperado em conjunto com a falta de atividade física regular. Palavras chave: Alimentação. Saúde. Professor. Atividade Física. Doenças Crônicas. ABSTRACT This study aimed to evaluate the food intake of 21 teachers of nutrition at a university in the interior of São Paulo west, and relate to their quality of life. the Food Consumption Frequency Questionnaire and the Brazilian version of the Quality of Life Questionnaire SF-36 were used. The data were submitted to descriptive statistics and presented in tables in the form of absolute and percentage frequency. We used the Spearman's rank correlation coefficient for the amount of information obtained. Statistical analyzes were performed using SPSS 21.0, and considered statistically significant when the probability is less than or equal to 0.05 (p <0.05). The results showed low consumption of dairy products, legumes, whole grains, fruits, vegetables, with an intake of excessive red meat and the consumption of processed foods than expected together with the lack of regular physical activity.
doi:10.5747/cv.2016.v08.nesp.000288 fatcat:oot3nzz43jcstewoivctrfviw4