Leaf optical properties of two liana species Canavalia parviflora Benth. and Gouania virgata Reissk in different light conditions

Maria Cristina Sanches, Ivany Ferraz Marques Válio
2006 Revista Brasileira de Botânica  
Leaf optical properties of two liana species Canavalia parviflora Benth. and Gouania virgata Reissk in different light conditions). Lianas are plants that depend on support to reach some appreciable height, and they represent an important structural component of tropical forests. Although they predominate in clearings and gaps, some species survive in the understory. Changes in irradiance between these environments can affect leaf morphology and absorption of photosynthetic active radiation
more » ... ctive radiation (PAR). We had examined the effects of different light regimes on leaf optical properties, chlorophyll content, specific leaf area, and leaf surface morphology in young seedlings of Canavalia parviflora Benth. (Fabaceae) and Gouania virgata Reissk (Rhamnaceae). The seedlings were distributed on workbenches covered by different layers of neutral shade netting, thus creating three levels of light intensity corresponding to about 40%, 10% and 1.5% of solar irradiance. Plants growing in full sun were used as a control. Both species exhibited an increase in reflectance in full sun and alterations in leaf morphology. Reduction in irradiance induced an increase in absorptance (decrease in reflectance and transmittance) in C. parviflora leaves in the green due to higher chlorophyll content. In G. virgata the spectral leaf changes were less observable. However, the efficiency of absorption was more pronounced in G. virgata than in C. parviflora leaves under 40%, 10% and 1.5% photon flux density (PFD). The greater efficiency of absorption in G. virgata was due to a larger specific leaf area (SLA) under these conditions. The adjustments in leaf optical properties can aid these species in overall carbon gain under limited light conditions. RESUMO -(Propriedades ópticas foliares de duas espécies de lianas Canavalia parviflora Benth. e Gouania virgata Reissk, em diferentes condições de luz). Lianas são plantas que dependem de um suporte para atingir uma altura apreciável, formando um importante componente das florestas tropicais. Embora sejam dominantes em clareiras, algumas espécies sobrevivem no sub-bosque. Mudanças da irradiância entre estes ambientes podem afetar a morfologia foliar e a absorção da radiação fotossinteticamente ativa. Neste estudo foram avaliadas as propriedades ópticas foliares, o conteúdo de clorofila, a área foliar específica e a morfologia da superfície foliar de duas espécies de lianas jovens Canavalia parviflora Benth. (Fabaceae) e Gouania virgata Reissk (Rhamnaceae), sob diferentes regimes de luz. Plantas jovens foram cultivadas em bancadas cobertas com sombrites possibilitando intensidades luminosas correspondentes a 40%, 10% e 1,5% da densidade de fluxo de fótons (DFF). Plantas em radiação plena foram usadas como controle. Ambas as espécies exibiram aumentos da reflectância sob radiação plena e alterações na morfologia foliar. Reduções na irradiância induziram um aumento na absorção (decréscimo na reflectância e transmitância) nas folhas de C. parviflora no verde, devido ao maior contéudo de clorofila. Mesmo não exibindo alterações pronunciadas das propriedades espectrais, G. virgata foi superior na eficiência da absorção em relação à C. parviflora sob 40%, 10% e 1,5% da densidade de fluxo de fótons (DFF). O aumento da eficiência da absorção em G. virgata ocorreu em função da maior área foliar específica (AFE) nestas condições. O conjunto de ajustes nas propriedades espectrais pode auxiliar as espécies no ganho de carbono em ambientes mais sombreados da floresta. Palavras-chave -absorção foliar, área foliar específica, condições de luz, lianas, reflectância
doi:10.1590/s0100-84042006000200013 fatcat:qbqtda7qdbfixkhx7t6bjxowyq