Efeitos genéticos e de ambiente sobre produção de leite e intervalo de partos em rebanhos leiteiros monitorados por sistema de informação

Ana Rosa Zambianchi, Maria Armênia Ramalho de Freitas, Carmem Silva Pereira
1999 Revista Brasileira de Zootecnia  
Este estudo foi realizado para analisar a influência de alguns fatores de meio sobre a produção de leite e o intervalo de partos e estimar os parâmetros genéticos da produção de leite aos 305 dias (P305) e do intervalo de partos (IP). Foram analisadas 3044 lactações de 1568 vacas da raça Holandesa, paridas no período de 1988 a 1995, pertencentes a rebanhos monitorados pelo Sistema de Informação DAISY (The Dairy Information System). Nas análises dos fatores não-genéticos, foi utilizado o método
more » ... utilizado o método dos quadrados mínimos e para estimação dos parâmetros genéticos, o método da máxima verossimilhança restrita (REML), utilizando-se análises uni e bivariadas. As médias estimadas e os erros-padrão para P305 e IP foram 4634,3±108 kg, e 421,7±93,5 dias, respectivamente. Os efeitos de ano do parto, rebanho ou nível de produção e idade da vaca em classes influenciaram todas as características estudadas. As estimativas de herdabilidade para P305 e IEP variaram de 0,24 a 0,43 e 0,06 a 0,07, respectivamente. As correlações genética, fenotípica e de ambiente entre produção de leite até 305 dias e intervalo de partos foram 0,42; 0,06; e 0,11, respectivamente. Houve variação genética aditiva para produção de leite e correlação genética positiva, porém indesejável, entre as características analisadas, sugerindo que a seleção para a alta produção de leite poderia acarretar aumento no intervalo de parto.
doi:10.1590/s1516-35981999000600013 fatcat:fjelmjdoynfmhntxejl6qshhpy