Educação como mercadoria: o público e o privado no caso dos shopping centers

Karyne Dias Coutinho
2003 Educação & Sociedade  
Este texto trata da emergência e do papel dos espaços infantis com funções educativas/pedagógicas em shopping centers, sugerindo que a prática de fazer da educação uma mercadoria está envolvida na produção de um processo de hiperprivatização, caracterizado principalmente por sua independência com relação à regulação estatal. Para tanto, aponta certos deslocamentos por que passaram os conceitos de público e privado, a fim de mostrar algumas formas pelas quais se dá a atual dissolução do modo
more » ... solução do modo dicotômico de entender (e de usar) esses conceitos. Por fim, sugere que a liquidação da dicotomia público/privado acaba por intensificar a lógica da privatização tão característica do nosso tempo.
doi:10.1590/s0101-73302003000300011 fatcat:lsdbnxeoxjfdxootasnbmddlfm