Em companhia dos livros: Graciliano Ramos e outros autores

Sylvia Leser de Mello
2006 Psicologia USP  
U m pouco à maneira de Machado de Assis, vou fazer uma advertência aos ouvintes. Como não sou especialista em letras ou crítica literária, não vou fazer uma análise literária de Graciliano e nem mesmo vou falar apenas sobre ele. Reconheço minhas limitações. Vou falar como uma leitora. Uma leitora, toda a vida apaixonada pela literatura. É um pouco sobre essa paixão que desejo falar, com a esperança de seduzi-los para a intensa vida do espírito que os livros podem proporcionar. Portanto, é sob o
more » ... . Portanto, é sob o signo da paixão que pretendo falar sobre a literatura e o prazer da leitura. Mas não é uma paixão cega. Pelo contrário. A convivência diária com um bom livro, seja apenas um pequeno poema na hora de deitar, afi a nossa capacidade de percepção que é necessariamente limitada, fechada no círculo restrito da vida de cada dia e aprisionada entre os nossos cinco sentidos. Vejam, por exemplo, um hai-kai (uma forma de poesia japonesa, concisa e precisa) do mestre Issa: Cerejeiras do anoitecer -Hoje também Já é outrora.
doi:10.1590/s0103-65642006000300008 fatcat:fu6bxd4xtbbtpb2wmxfimhxqfq