Relação entre porção, medida caseira e presença de gordura trans em rótulos de produtos alimentícios
Relationship among serving size information, household measurements and trans fat on the labels of food products

Priscila Pereira Machado, Mariana Vieira dos Santos Kraemer, Nathalie Kliemann, David Alejandro González-Chica, Rossana Pacheco da Costa Proença
2013 O Mundo da Saúde  
Resumo Este estudo teve como objetivo analisar a relação entre a presença de gordura trans e as informações sobre porção e medida caseira declaradas em rótulos de produtos alimentícios processados e ultraprocessados. Foram analisadas as informações nutricionais presentes em rótulos de produtos alimentícios comercializados em um supermercado de Florianópolis-SC, Brasil. A presença de gordura trans foi avaliada na informação nutricional e verificada pela citação de componentes com gordura trans
more » ... com gordura trans na lista de ingredientes, sendo calculada a prevalência de falsos negativos. Estimaram-se as prevalências de alimentos com gordura trans e falsos negativos, bem como foi analisada a associação entre o fracionamento da medida caseira, a presença de gordura trans e o tamanho da porção pelo teste qui-Quadrado, considerando um valor-p < 0,05 como indicativo de significância estatística. Os resultados mostraram que metade dos 1855 alimentos analisados apresentou gordura trans na lista de ingredientes. O percentual de falsos negativos foi de 32,8%. Observou-se maior prevalência do fracionamento da medida caseira nos alimentos com gordura trans na lista de ingredientes e nos falsos negativos, especialmente entre alimentos com tamanho de porção adequada ou < 70% do tamanho recomendado pela legislação brasileira. Os resultados indicam que tamanhos de porções muito pequenas e fracionamento de medidas caseiras podem estar sendo utilizados para não destacar a presença de gordura trans na informação nutricional. Percebe-se a necessidade de reformulação na legislação brasileira considerando a recomendação de eliminação da gordura trans para o aprimoramento das informações sobre porção e medida caseira nos rótulos de produtos alimentícios processados e ultraprocessados. Abstract This study aimed to analyze the relationship between the presence of trans fat, serving size information and household measurements reported on the labels of processed and ultra-processed food products. We analyzed the nutritional information on the labels of food products sold in a supermarket in Florianópolis-SC, Brazil. The presence of trans fat was assessed in the nutritional information and verified by the citation of components with trans fat in the ingredients list, making it possible to calculate the prevalence of false negatives. We estimated the prevalence of foods with trans fat and false negatives. We also analyzed the association between the fractionalization of household measurements, the presence of trans fat and serving size with the chi-square test, considering p < 0.05 as statistically significant. The results showed that half of the 1,855 foods analyzed presented trans fat in the ingredients list. The percentage of false negatives was 32.8%. A higher prevalence of household measurement fractionalization was observed in foods with trans fat in the ingredients list and in the false negatives, especially among foods with appropriate serving sizes or those < 70% of the size recommended by Brazilian legislation. Very small serving sizes and household measurement fractionalization may be being used to mask the presence of trans fat in nutrition information. Thus, there is a need to revise Brazilian legislation to reflect the recommendation of eliminating trans fat and to improve serving size and household measurement information on the labels of processed foods.
doi:10.15343/0104-7809.2013373299311 fatcat:ozyy7ctjdrh73d663lgnegnmwu