Por que os motociclistas profissionais se acidentam?: riscos de acidentes e estratégias de prevenção

Eugênio Paceli Hatem Diniz, Ada Ávila Assunção, Francisco de Paula Antunes Lima
2005 Revista Brasileira de Saúde Ocupacional  
O trabalho dos motociclistas profissionais constitui o foco investigativo do presente estudo, que fornece elementos para subsidiar os atores sociais nas negociações relativas à melhoria das condições de trabalho da categoria. Adotando-se a abordagem teórico-metodológica da escola da ergonomia da atividade, foi possível conhecer os constrangimentos vivenciados e as estratégias construídas pelos motociclistas profissionais em face dos principais fatores socioeconômicos que geram pressão temporal
more » ... m pressão temporal no desenvolvimento da atividade.Os resultados obtidos foram analisados considerando-se o modo de funcionamento das unidades de produção em suas articulações com as instituições da cidade e a rede de serviços que garantem a meta de produzir mais em menor tempo. Finalmente, o estudo permitiu descrever os fatores acidentogênicos, ligando o plano macroeconômico e suas leis de mercado à rede técnico-organizacional que sustenta as unidades produtivas, gerando o comportamento do tempo zero. É nesta encruzilhada que o motociclista profissional elabora as suas estratégias para garantir as metas de produção, a satisfação do cliente e a sua autoproteção, nem sempre bem-sucedida, contra os acidentes no trânsito.
doi:10.1590/s0303-76572005000100006 fatcat:7kpp4gukozfmlgr4d3brkn726u