Comparação de hábitos de bem estar vocal entre cantores líricos e populares

Ana Paula Dassie-Leite, André de Campos Duprat, Roberta Busch
2010 Revista CEFAC  
OBJETIVO: comparar hábitos de bem estar vocal entre cantores líricos e populares. MÉTODOS: foi realizado um trabalho exploratório descritivo, com a participação de 30 cantores líricos e 30 populares, estudantes da Universidade Livre de Música. Todos responderam um questionário com 13 questões objetivas sobre hábitos vocais e utilização profissional da voz. Os dados foram tabulados e analisados estatisticamente RESULTADOS: cantores líricos e populares têm hábitos semelhantes de alimentação,
more » ... e alimentação, tabagismo, etilismo e uso de drogas recreacionais. Cantores populares têm menos horas de sono/repouso ao dia, sendo esta uma diferença estatisticamente significante. Este grupo também se diferenciou dos cantores líricos por terem, em sua maioria, outro trabalho com a utilização profissional da voz falada. Também foi estatisticamente significante a maior carga horária no uso da voz cantada em líricos, bem como o maior uso de recursos considerados mitos para melhorar a voz. Cantores populares conhecem menos o trabalho fonoaudiológico junto aos profissionais da voz. Os cantores líricos aquecem a voz com maior frequência em relação aos populares, embora este segundo grupo, tenha demonstrado que este hábito tem sido adquirido. Tanto cantores líricos quanto populares não desaquecem a voz sistematicamente, depois da atividade profissional. CONCLUSÃO: Cantores líricos e populares com formação musical específica têm, em geral, hábitos de bem estar vocal semelhantes e diferenciam-se principalmente em relação à carga horária de trabalho semanal, à utilização de mitos na tentativa de melhorar a voz, ao conhecimento sobre o trabalho fonoaudiológico e à prática de aquecimento e desaquecimento vocal.
doi:10.1590/s1516-18462010005000118 fatcat:dbkm7imumfgldpbgsrqkdsskva