Espectroscopia por ressonância magnética no diagnóstico da doença de Alzheimer

Karolayne Silva Souza, Flávia Steffany Leite Miranda, Milena Roberta Freire da Silva, Kaleen Massari Leite, Jaqueline dos Santos Silva, Renata Pereira Lima da Silva, Maria Betânia Melo de Oliveira, Leandro Paes de Brito, Rodrigo Reges dos Santos Silva, Milena Danda Vasconcelos Santos, Felicson Leonardo Oliveira Lima, Graziele dos Santos (+2 others)
2020 Research, Society and Development  
Introdução: A doença de Alzheimer (DA) é uma patologia neurodegenerativa progressiva e irreversível que acarreta perda de memória e diversos distúrbios cognitivos, como o comprometimento da memória, dificuldade de linguagem e mudanças comportamentais. Essa patologia aparece com maior prevalência em indivíduos com idade mais avançada (+65 anos). Em razão das características da DA e de seus diversos métodos complementares para diagnóstico, o objetivo deste trabalho foi avaliar a Espectroscopia de
more » ... a Espectroscopia de Prótons por Ressonância Magnética para diagnóstico desta patologia. Metodologia: Este trabalho refere-se a uma pesquisa bibliográfica de abordagem qualitativa do tipo exploratória. No qual, foram realizadas buscas em bases nacionais e internacionais, Medline, Scientific Eletronic Library On-line (SCIELO), Scholar Google (Google Acadêmico), Pubmed e Biblioteca virtual de saúde (Bvs), considerarando-se elegíveis os estudos nas línguas portuguesa e inglesa. Resultados: A DA atinge principalmente pessoas com mais de 60 anos, aumentando a probabilidade com o envelhecimento dos indivíduos, visto que suas manifestações ocorrem por degradação cognitiva e da memória, configurando, portanto, em uma patologia neurodegenerativa O diagnóstico da DA é preestabelecido junto à exclusão de outras possíveis causas para a demência. Essa exclusão é realizada por meio de exames clínicos, laboratoriais e neuroimagem cerebral. Conclusion: A técnica de neuroimagem por espectroscopia de prótons na ressonância magnética demonstra especificidade na quantificação dos metabólitos de N-acetilaspartato (NAA), Mio-inositol (MI), colina (Cho), Cho e Creatina (Cr) na DA, sendo uma alternativa viável para o estudo in vivo do paciente, uma vez que não representa uma análise invasiva.
doi:10.33448/rsd-v9i11.10349 fatcat:3uonimov3nfxhlt4gffab54nhi