PREVALÊNCIA E FATORES RELACIONADOS A TRANSTORNOS MENTAIS COMUNS ENTRE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE UMA UNIVERSIDADE FEDERAL BRASILEIRA

Glaúcia Guimarães de Souza Neme, Jean Ezequiel Limongi
2019 Hygeia : Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde  
Objetivo: descrever as características sociodemográficas, condições e organização do trabalho, carreira docente, hábitos de vida e antecedentes patológicos entre professores de uma Universidade Federal Brasileira, além de pesquisar a prevalência de transtornos mentais comuns e sua relação com as variáveis em estudo. Métodos: Foi realizado um estudo transversal, mediante aplicação de um questionário estruturado, autoaplicável e um instrumento padronizado e validado no Brasil, o Questionário de
more » ... o Questionário de Saúde Geral de Goldberg (GHQ-28). Resultados: Foram entrevistados 351 docentes. A prevalência de transtornos mentais comuns foi de 29,6%. Como fatores de risco foram detectados o ritmo acelerado de trabalho e relacionamento ruim com os colegas de trabalho e, como fator de proteção, a prática de exercícios físicos. Conclusão: As altas demandas de trabalho podem influenciar relacionamentos interpessoais prejudiciais e vice-versa. É fundamental a adoção de práticas para promoção da saúde, incentivando a realização de atividade física, assim como a busca de equilíbrio no trabalho com manutenção da cordialidade entre os profissionais envolvidos.
doi:10.14393/hygeia153249863 fatcat:wkjxdfm5ijezxmdvqv2mimxboa