Políticas públicas em gênero e sexualidade na educação e conservadorismo no contexto político brasileiro

Rosiléa Agostinha Araújo, Lorena Kelly Alves Pereira, Geovane Gomes Araújo, Glauberto da Silva Quirino
2020 Brazilian Journal of Development  
RESUMO Este artigo tem como finalidade apontar as dificuldades e os entraves colocados à implementação de políticas públicas em gênero e sexualidade no âmbito educacional, devido a posturas conservadoras de políticos brasileiros. Objetivamos mostrar como as crenças e opiniões pessoais daqueles que são eleitos pelo povo têm influenciado de maneira decisiva para que políticas públicas sobre gênero e diversidade sexual não sejam elaboradas e implementadas pelo poder público, a despeito da evidente
more » ... espeito da evidente situação de preconceito e violência a que estão submetidos determinados grupos considerados minorias dentro da sociedade brasileira, a exemplo das mulheres e das pessoas pertencentes à Brazilian Journal of Development Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n.5, p.30198-30211 may. 2020. ISSN 2525-8761 30199 comunidade LGBTI+. Quanto à fundamentação teórica, nos embasamos nos estudos de gênero e sexualidade na educação. No que tange ao método foi realizada a Análise do Discurso, de vertente francesa, dos discursos proferidos por políticos conservadores. Tivemos como principais resultados a percepção de que as convicções e crenças pessoais de políticos conservadores os impedem de representar os interesses e necessidades dos/as cidadãos/ãs e que a não implementação de políticas públicas necessárias faz com que o Estado deixe abandonados grupos vulneráveis, tornando assim, a educação e a sociedade cada vez menos inclusiva, democrática e justa. Palavras-chave: Políticas públicas, Gênero, Sexualidade, Educação, Contexto político. ABSTRACT This article aims to point out the difficulties and obstacles to the implementation of public policies on gender and sexuality in the educational field, due to the conservative postures of Brazilian politicians. We aim to show how the personal beliefs and opinions of those who are elected by the people have decisively influenced so that public policies on gender and sexual diversity are not designed and implemented by the public authorities, despite the evident situation of prejudice and violence to which they are subjected. certain groups considered minorities within Brazilian society, such as women and people belonging to the LGBTI + community. As for the theoretical foundation, we are based on gender and sexuality studies in education. Regarding the method, a French Discourse Analysis of the speeches made by conservative politicians was carried out. The main results were the perception that the personal beliefs and beliefs of conservative politicians prevent them from representing the interests and needs of citizens and that the failure to implement the necessary public policies causes the State to leave vulnerable groups abandoned, making thus, education and society less and less inclusive, democratic and fair.
doi:10.34117/bjdv6n5-467 fatcat:crhltdkhlfhg5nuwfgq3fvofpu